Águeda, Aveiro, 19 de Janeiro de 2022

Câmara de Águeda adere a projeto-piloto “Integrar Valoriza”

11 de Janeiro 2022

A Câmara Municipal de Águeda assinou, hoje, um protocolo com o Alto Comissariado para as Migrações para materializar no Concelho o projeto-piloto “Integrar Valoriza”. Trata-se de uma iniciativa de âmbito nacional que visa implementar medidas de política pública descentralizadas, através de uma rede de municípios (de que Águeda faz agora parte) e de um conjunto de outras entidades com responsabilidades na área do acolhimento e da integração de imigrantes.

Esta rede pretende realizar uma intervenção articulada e integrada, operacionalizando e descentralizando os recursos que permitam uma resposta e acompanhamento adequados às situações vividas pelos imigrantes a vários níveis como social, laboral, habitacional, educacional, de saúde ou cívico.

Deste modo, este projeto é mais uma medida de apoio a migrantes implementada pela Câmara Municipal, que tem desenvolvido uma política de acompanhamento das diversas comunidades migrantes no concelho, num compromisso estratégico e empenhado de promover a integração e inclusão social dos munícipes e, em particular, daquelas comunidades.

A Câmara de Águeda, em parceria com associações locais, já oferece alguns dos serviços de apoio às comunidades migrantes previstos no projeto “Integrar Valoriza”, como a prestação de informações e apoio efetivo à integração e inclusão, nomeadamente através do Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM), inaugurado no ano passado também em parceria com o Alto Comissariado para as Migrações. Nesta estrutura é prestado apoio jurídico, social e burocrático para as comunidades que escolhem Águeda para viver e trabalhar.

A par deste apoio, o “Integrar Valoriza” pretende ainda, no sentido de garantir o acolhimento e a integração da população migrante, melhorar as respostas dos serviços públicos locais; promover a oferta de cursos de português e de atividades de educação intercultural; promover o reagrupamento familiar; estimular a cooperação entre autoridades púbicas, empresas, sociedade civil e associações; promover a interculturalidade; assegurar a coordenação eficiente de todos os meios e recursos que integram a rede; e criar sinergias que permitam agir rapidamente em contextos de crise e mitigar o seu impacto.

“Nunca como hoje fez tanto sentido assinarmos este protocolo”, começou por dizer Marlene Gaio, Vereadora da Coesão e Inovação Social, da Imigração, Integração e Inclusão da Câmara Municipal, salientando que Águeda é um dos concelhos com mais migrantes do distrito de Aveiro.

“O concelho de Águeda, pelas suas características industriais e pela oferta de emprego existente, tem atraído muitas pessoas de diversas comunidades, nomeadamente estrangeiras”, frisou Marlene Gaio, avançando que Águeda tem, atualmente, mais de 1.500 imigrantes oriundos de 50 países, com especial incidência do Brasil, Ucrânia, Venezuela e Cazaquistão. De referir que a maior comunidade nacional de cazaques encontra-se instalada em Águeda.

O Município de Águeda pretende ainda colocar em prática o Plano Municipal para a Integração de Migrantes.


Todos os direitos reservados • Rádio Soberania - Águeda

Rua José Sucena nº120, 3º andar Águeda, Aveiro, Portugal

Powered by DIGITAL RM