Águeda, Aveiro, 4 de Agosto de 2020

Descida do IVA pode poupar 80€ às famílias

4 de Julho 2020

Comparamais analisou as faturas e concluiu que a possível descida do IVA para 5% na eletricidade é uma medida que pode ter grande impacto na conta da eletricidade das famílias.

Depois de Bruxelas ter dado luz verde, através do Comité do IVA, tem estado novamente em debate a possível descida do Imposto de Valor Acrescentado para 6% na eletricidade. Para saber o que isso pode significar para as famílias, a Comparamais, site especializado em comparação de preços, fez as contas ao potencial de poupança com esta medida. E conclui que se a descida for para todos os elementos da fatura, a redução de preços pode chegar aos 80€. Mas, seja qual como for introduzida a mudança no IVA, facilmente se poupam 50€ por ano, o equivalente ao gasto de uma família por mês.

Como tal, a Comparamais analisou dois cenários. No primeiro, todos os elementos da fatura (o preço da eletricidade, o custo da potência contratada e os Impostos da Energia) seriam passados para a taxa mínima. No segundo cenário, apenas o custo efetivo da eletricidade, em kWh, teria esta redução de imposto. Considerando os gastos médios por habitação em Portugal (2250 kWh por ano) fez as contas para os dois níveis de potência contratada mais habituais, com 3,45 kVA e com 6,9 kVA com um contrato simples de energia.

Uma vez que o governo afirma que a descida do imposto serve para incentivar as reduções de consumos, foi ainda considerada mais uma hipótese. Já que a potência contratada influencia a quantidade de eletrodomésticos que pode ligar em simultâneo, foi ainda analisada a possibilidade de ser introduzida a taxa intermédia de 13% para os contadores com 6,9 kVA.

Quanto se pode poupar?

Caso venha a ser aprovada a descida para 6% do IVA em todos os elementos da fatura de eletricidade, a descida pode chegar aos 69,48€ por ano para quem tenha uma potência contratada de 3,45 kVA. Mas no caso dos clientes com contadores a debitarem 6,9kVA, o IVA a 6% na luz significa 81,72€ a menos na conta da luz. Ou seja, os gastos anuais descem dos 627,96€ para os 546,24€. Mesmo que seja introduzida a taxa de 13% de IVA para as potências de 6,9 kVA, ainda assim estas famílias iriam poupar 47,88€, com os custos da eletricidade por ano a caírem dos 627,96€ atuais para os 580,08€.

Caso a descida seja apenas nos gastos efetivos de eletricidade, os kWh gastos, esta medida não deixa de ser positiva para os portugueses. Afinal, o custo da eletricidade é o que tem mais peso na fatura. Além disso, é preciso referir que esta opção ajudaria mais a desincentivar os sobreconsumos de energia, já que a descida no custo da luz seria mais evidente nas potências inferiores.

Mesmo com impacto mais reduzido, o IVA a 6% na eletricidade significaria para quem tem um contador de 3,45 kVA uma poupança anual de 54,96€ (dos 538,92€ para os 483,96€). Uma redução quase igual à obtida por quem contratou os 6,9 kVA de potência. Nesse caso, com o IVA a 6% o custo anual da eletricidade passaria a ser de 570,96€, menos 57€ que atualmente. Caso o IVA seja colocado nos 13% para estas habitações, o custo anual desceria dos 627,96€ para os 594,48€. Ou seja, menos 33,48€.

Poupança evidente, mas não a única…

A Comparamais concluiu que a descida do IVA para 6% seria bastante importante, já que a redução de gastos é praticamente o custo de uma fatura mensal. Mas recorda que existem outras formas dos portugueses reduzirem os preços. Em primeiro lugar, optando por adaptar as rotinas, para que possam beneficiar dos custos mais reduzidos à noite e fins-de-semana com as tarifas bi-horárias. Além disso, adquirindo eletrodomésticos mais eficientes (preferencialmente da Classe A) e perdendo alguns hábitos como deixar equipamentos em stand.-by ou ter mais lâmpadas do que as necessárias para iluminar uma divisão da casa. Por isso existem vários conselhos para reduzir os gastos com a eletricidade.

Além disso, o simulador de luz e gás recorda que a maioria dos clientes (mais de 80%) já está no mercado liberalizado mas não tira partido disso. Uma das maiores vantagens do mercado livre de energia é precisamente a possibilidade de trocar facilmente e sem custos de fornecedor de luz e gás. A troca entre fornecedores pode mesmo significar mais de 100€ de poupança por ano, dependendo da escolha. Mas, para isso, existem os comparadores de preços de luz e gás, que permitem ver os preços das várias empresas para saber qual a opção mais barata para ter luz na sua habitação. E dessa forma não precisará da redução do IVA para poupar pelo menos 50€ por ano na conta de luz e gás…

Jornal Campeão das Províncias


Todos os direitos reservados • Rádio Soberania - Águeda

Rua José Sucena nº120, 3º andar Águeda, Aveiro, Portugal

Powered by DIGITAL RM