Águeda, Aveiro, 26 de Janeiro de 2021

Município de Ílhavo celebra 123 anos da sua Restauração

13 de Janeiro 2021

O dia 13 de janeiro é a data que assinala a Restauração do Concelho de Ílhavo, “marco importante para a recuperação da coesão territorial e administrativa perdida durante três anos para o vizinho concelho de Aveiro”.

Este ano, fruto dos condicionalismos que ainda se fazem sentir no âmbito da pandemia, a sessão comemorativa do 123.º aniversário da Restauração do Concelho de Ílhavo será, toda ela, em formato digital e difundida, em direto, através das redes sociais do Município, do Centro de Documentação de Ílhavo (CDI) e do projeto cultural da Câmara Municipal, 23 Milhas.

As diversas atividades centradas nos 123 anos da Restauração do Concelho realizam-se hoje entre as 17h30 e as 19h15,com a palestra “Introdução e contextualização da Restauração do Concelho de Ílhavo”, orientada por Eliana Fidalgo do CDI. Seguir-se-á a assinatura de protocolos de doação e de depósito de documentos ao Município de Ílhavo e o lançamento de mais um volume da publicação “Nossa Gente”, com a biografia de Armando Ferraz, apresentada pelos investigadores Sara Santos e Pedro Silva.

Após aprovação na reunião da Câmara Municipal realizada no dia 7 de janeiro, será oficializada a designação de Armando Ferraz a um topónimo na Gafanha da Nazaré.

A sessão comemorativa encerra com uma tertúlia sobre a temática da “Arte do Teatro e da Construção de Robertos e Marionetas em Portugal”, com a presença de José Gil, Filipa
Mesquita e Francisco Mota, especialistas na arte de Robertos e Marionetas. Por último, será feita a apresentação pública da edição do Palheta 2021.

Recorde-se que a ” extinção do Concelho de Ílhavo ocorreu com o Decreto de 21 de novembro de 1895, motivada pela harmonização das divisões administrativas com as judiciais e a redução da despesa pública. De novo o território concelhio seria junto ao concelho aveirense.

A restauração do Concelho de Ílhavo, feita pelo Decreto de 13 de janeiro de 1898, inseriu-se no longo processo de reforma administrativa, que caracterizou o regime liberal pelo esforço de racionalização e adaptação dos concelhos vindos do Antigo Regime e pelo antagonismo entre centralização e descentralização administrativa” lembra a Autarquia.


Todos os direitos reservados • Rádio Soberania - Águeda

Rua José Sucena nº120, 3º andar Águeda, Aveiro, Portugal

Powered by DIGITAL RM