Águeda, Aveiro, 25 de Junho de 2024

Oliveira do Bairro prepara alojamento para utentes de lares caso necessidade

3 de Abril 2020

O Município de Oliveira do Bairro está a preparar um Centro de Apoio Logístico e Unidade de Alojamento com 50 camas, que ficará localizado no Polo Escolar de Vila Verde.Esta unidade servirá, em caso de necessidade, para acolher os utentes dos lares de idosos do Concelho, no âmbito da pandemia da COVID-19.

De acordo com Lília Ana Águas, Vereadora do Município responsável pelos pelouros da Saúde e da Idade Maior, este Centro de Apoio Logístico e Unidade de Alojamento “é mais uma resposta que estamos a criar, em colaboração com a Segurança Social e a Administração Regional de Saúde do Centro, no sentido de nos prepararmos para eventuais focos de infeção que possam surgir nas nossas IPSS”.

Esta medida vem na sequência de outras que têm vindo a ser assumidas pelo Município bairradino, com o objetivo de proteger a sua população sénior, como é exemplo a recente aquisição de 1.000 testes para deteção da COVID-19, com o objetivo de detetar a infeção nos grupos mais vulneráveis, entre os quais os utentes e colaboradores dos lares de idosos.

De referir ainda que a autarquia de Oliveira do Bairro já começou a entregar às IPSS equipamentos de proteção individual, nomeadamente máscaras, viseiras e fatos, para utilização dos seus profissionais.

Lília Ana Águas deixa uma mensagem de tranquilidade à população, referindo que a autarquia “está e vai continuar a fazer tudo o que é possível, para salvaguardar a saúde e a vida de cada munícipe”, reforçando ainda o apelo para que “fiquem em casa”, sendo essa a “melhor forma de nos ajudarem a combater e ultrapassar esta situação”.

Apoios sociais a grupos de risco

Recorde-se que a autarquia de Oliveira do Bairro já tem implementado um programa de apoio social excecional e temporário, no âmbito das medidas relativas à situação epidemiológica do COVID-19, um dos primeiros a ser implementado a nível regional e nacional, que passa pelo apoio psicológico, apoio jurídico e apoio na recolha e entrega de compras e bens essenciais no supermercado, medicamentos e outros produtos de primeira necessidade.

Duarte Novo, Presidente da Câmara Municipal, explicou que “o apoio psicológico e jurídico é destinado a todos os munícipes e a recolha e entrega de compras e medicamentos tem como público alvo os grupos de risco, nomeadamente pessoas com mais de 65 anos ou deficiência, doentes crónicos, famílias monoparentais ou que se encontrem em situação de isolamento e sem suporte familiar e social”.

Ainda segundo o responsável da autarquia oliveirense, o Município “está a entregar refeições ao domicílio a todos os alunos beneficiários do Escalão A e a apoiar, em parceria com as Juntas de Freguesia, a disponibilização de materiais pedagógicos aos alunos mais carenciados e sem acesso a ferramentas digitais”.

Outra medida do Município foi a abertura de quatro estabelecimentos escolares, um por freguesia, quando apenas seria necessário, por lei, abrir um, tendo em conta a existência de apenas um Agrupamento de Escolas no concelho. Estes quatro estabelecimentos estão abertos exclusivamente para acolher alunos filhos, ou outros dependentes a cargo, de profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, incluindo os bombeiros voluntários, e das forças armadas, os trabalhadores dos serviços públicos essenciais, de gestão e manutenção de infraestruturas essenciais, bem como outros serviços essenciais.

Ainda no âmbito social, a autarquia mantém em funcionamento o seu Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes, com atendimento preferencial por telefone e e-mail.


Todos os direitos reservados • Rádio Soberania - Águeda

Rua José Sucena nº120, 3º andar Águeda, Aveiro, Portugal

Powered by DIGITAL RM