Águeda, Aveiro, 17 de Junho de 2024

Pedro Baptista venceu em Condeixa concurso de “Poesia na Biblioteca”

26 de Março 2018

Pedro Baptista, com “Soneto Inglês com Aranha do Forte e Packard do Cesariny Dentro”, venceu a 8.ª edição do concurso “Poesia na Biblioteca”, promovido pela Biblioteca Municipal Eng. Jorge Bento, em Condeixa, tendo o poema merecido ainda uma menção especial do júri.

“O poema é uma homenagem a dois autores surrealismo português, António José Forte e Mário Cesariny, e também o demonstrar daquilo que penso acerca da poesia, que é uma espécie de tábua de salvação, mas também uma grande perdição”, admitiu o vencedor, que assina com o pseudónimo de Xavier Zarco, após receber o prémio, no valor pecuniário de 500 euros, numa sessão realizada no passado sábado, no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Poesia.

O poema mereceu rasgados elogios de membros do júri, com Paulo Archer de Carvalho a classificá-lo de “extraordinário” e Sandra Galante de “magistral, soberbo”.

O poema “O Azul em Construção”, de Catherine Revel, da Batalha, e “Exílio”, de Emma Carreira, de Leiria, receberam o 2.º e 3.º prémios, respectivamente.

Segundo a vereadora da Cultura e vice-presidente da Câmara Municipal de Condeixa, Liliana Pimentel, o objectivo do concurso é “criar e consolidar os hábitos de leitura e de escrita, bem como promover a poesia em língua portuguesa”.

A autarca realça a pretensão de ver aumentar a participação no concurso “em quantidade e qualidade”.

Em paralelo, foram atribuídos os prémios do concurso de “Poesia na Escola”, dinamizado em parceria com o Agrupamento de Escolas de Condeixa.

No 1.º Ciclo, venceu Emília Póvoa (4.ºA/Escola EB n.º3), com “Palavras”; no 2.º Ciclo, triunfou Anaís Duro (6.ºB), com “Pisado”; no 3.º Ciclo, a vencedora foi Laura Henriques (7.ºE), com “A Luz do Luar”; e no Secundário, o 1.º prémio foi para João Campos (10.ºC), autor de “Entropia e degradação”.

O programa comemorativo do Dia Mundial da Poesia, assinalado no passado sábado em Condeixa, contou ainda com a apresentação de três livros de autores condeixenses, com edição do Município: “Um pássaro branco na bruma”, de Conceição Manaia Coimbra; “Fonte de Coretos”, de António Piedade; e “Cantam os pássaros no campo”, de Isaura Madeiro Cercoso.

A sessão, que decorreu na Biblioteca Municipal Eng. Jorge Bento, teve leitura de poemas por elementos das Oficinas de Poesia e momentos musicais por António Rua (guitarra), Maria Leonor Piedade (violino) e pelo Grupo Saudades do Zeca.

 

Poema vencedor do concurso “Poesia na Biblioteca”

“SONETO INGLÊS COM ARANHA DO FORTE E PACKARD DO CESARINY DENTRO”

trouxe do forte a aranha no cabelo
e, passando na rua do ouro, vi
brilhar no olhar do mário, com desvelo,
a sombra do packard que por ali,

em tempos, passou, penso no que pensa
a aranha e o homem, esse que venceu,
fico-me pela aranha, vai tão tensa
porque esta sabe que o outro já morreu,

e a aranha não tem ar de suicida,
no meu cabelo um fio a prende ao fio,
mas vai tensa, ser musa é dar a vida
por um verso, e bem sabe que há um rio

que o poeta na folha quer traçar,
logo agora ao volante de um packard.

Xavier Zarco

 

(Na foto, Pedro Baptista, Paulo Archer de Carvalho, Liliana Pimentel e Sandra Galante)


Todos os direitos reservados • Rádio Soberania - Águeda

Rua José Sucena nº120, 3º andar Águeda, Aveiro, Portugal

Powered by DIGITAL RM