Águeda, Aveiro, 23 de Maio de 2024

GNR de Pombal deteve quatro pessoas por 22 furtos e detenção ilegal de armas

17 de Janeiro 2019

O Núcleo de Investigação Criminal de Pombal deteve ontem três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 30 e os 60 anos, por furtos qualificados e detenção ilegal de armas, no concelho de Leiria, informou hoje o Comando Territorial de Leiria da GNR.

De acordo com as autoridades, as detenções ocorreram “no âmbito de uma investigação pela prática de 22 furtos em estabelecimentos comerciais, empresas e residências, ocorridos nos concelhos de Pombal, Leiria, Santarém, Tomar e Caldas da Rainha, entre Outubro de 2018 e Janeiro de 2019”.

No seguimento dessa investigação, os militares deram cumprimento a “dois mandados de detenção e 12 buscas, das quais três domiciliárias e oito em veículos, garagens e num complexo de estufas, no concelho de Leiria”, que culminaram na “detenção de dois indivíduos, em flagrante delito, por detenção ilegal de armas”.

De acordo com um comunicado da GNR, nestas buscas foi recuperado “material avaliado no valor estimado de 147.000 euros”, nomeadamente quatro veículos, 6.200 litros de combustível (gasóleo), nove depósitos de 1.000/800 lts, dois revolveres, uma espingarda, uma pistola, 103 munições de vários calibres, 59 telhas sandwich, 15 baterias de automóvel, 12 televisores, diverso material informático (computadores, discos de memória e impressoras), sete máquinas fotográficas, quatro telemóveis, dois aspiradores, ferramentas e artigos de construção civil, ferramentas afectas à actividade de mecânica, diversos produtos alimentares, diversos artigos de bricolage e 185 euros em numerário.

“Todos os detidos têm antecedentes criminais pela prática do mesmo tipo de crime, tendo um deles já cumprido pena efectiva de prisão durante sete anos, encontrando-se, neste momento, em pena suspensa pelo período de cinco anos”, referem as autoridades, adiantando que dois dos detidos encontram-se, neste momento, a ser presentes ao Tribunal Judicial de Leiria e os outros dois foram constituídos arguidos e sujeitos ao termo de identidade e residência.

De referir que esta acção contou com o empenhamento de 28 militares, das várias valências do Comando Territorial de Leiria e com o apoio da Polícia de Segurança Pública.


Todos os direitos reservados • Rádio Soberania - Águeda

Rua José Sucena nº120, 3º andar Águeda, Aveiro, Portugal

Powered by DIGITAL RM